sexta-feira, 1 de outubro de 2010

STF sob investigação



O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Cezar Peluso, encaminhou ofício ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, solicitando a apuração da suposta negociação entre o ex-candidato ao governo do Distrito Federal Joaquim Roriz (PSC) e o advogado Adriano Borges Silva, que é genro do ministro da Corte Carlos Ayres Britto. A solicitação de "imediatas providências para rigorosa apuração dos fatos" foi encaminhada à PGR atendendo a um requerimento do ministro Ayres Britto, segundo breve nota divulgada nesta sexta-feira (1) pelo STF.
Se a negociação entre o ex-candidato e Borges tivesse prosperado, o ministro ficaria impedido de participar do julgamento do recurso de Roriz contra decisão da Justiça Eleitoral que negou sua candidatura, com base na Lei da Ficha Limpa. Ayres Brito foi um dos que votou a favor da aplicação da lei. O placar do julgamento ficou empatado por 5 a 5, levando Roriz a abandonar a disputa pelo governo distrital. O STF decidiu, então, arquivar o recurso.

O advogado Eri Varela, da coligação do ex-candidato, deve entrar nesta tarde com uma notícia criminal no Supremo sob a acusação de Borges teria tentado vender o impedimento de Ayres Brito tendo a autorização do ministro.

Por meio de sua assessoria, o genro do ministro negou a acusação. Disse ter sido procurado por Roriz - e não o contrário. Acrescentou que estava disposto a defender o então candidato no processo, não apenas "vender" sua assinatura no recurso e, com isso, impedir o ministro de votar.

3 comentários:

  1. Hi! friend, Could you exchange link with my site? it is new, do hope our job will be bether then now if we exchange link together
    Here's mine
    http://khdoc.blogspot.com/

    http://khmergay.nibblebit.com/
    http://amangay.blogspot.com/

    thank for your kindness

    ResponderExcluir
  2. É de chorar e aja lágrima,este Judiciário só nos envergonha.fui.(Diulza)

    ResponderExcluir
  3. EM TERMOS DE LIBERDADE, A EMPRESARIA FRANCISCA DE SOUZA CAVALCANTI E SUA FILHA, A ADVOGADA FABIANE DE SOUZA PASSOS, DERAM SEMANA PASSADO UM PESSIMO EXEMPLO PARA A SOCIEDADE DE GARANHUNS. AS DUAS, MOVIDAS POR UMA FURIA INJUSTIFICADA, COMETERAM O CRIME DE INVASÃO DE DOMICILIO (TCO Nº.06.018.0134.182/2011.3.3 - CONFECCIONADO JUNTO A 1ª DP DE GARANHUNS PELO AGENTE POLICIAL EXPEDITO - 3761.8464, O QUAL TEVE COMO VÍTIMA UMA SENHORA DE QUASE 80 ANOS, A QUAL, EVIDENTEMENTE, POR CONTA DA INVAÇÃO DE DOMICILIO SEGUIDA DE AMEAÇAS (simplesmente para deixar o imovel), FOI PARAR NA CASA DE SAUDE NOSSA SENHORA DO PERPETUO SOCORRO, COM A PRESÃO NAS ALTURAS E, SEGUNDO OS ESPECILIALISTAS DA CASA, NÃO MORREU POR MUITO POUCO. SEGUNDO O BOLETIM DE OCORRENCIA Nº 11E0049001874 CONFECCIONADO PELA 18a. UNIDADE SECCIONAL DE POLICIA CIVIL DE GARANHUNS, O FATO OCORREU NO ULTIMO DIA 17/09/2011 - ESPERAMOS AGORA QUE O DIGNO PROMOTOR DO JUIZADO ESPECIAL CRIMINAL DA COMARCA DE GARANHUNS PROPONHA UMA TRANSAÇÃO PENAL QUE CORRESPONDA A FORTUNA ACUMULADA PELAS PRATICANTES DO CRIME, AS QUAIS SÃO PROPRIETARIAS DA FAMOSA LOJA "VITRO JOIAS", LOCALIZADA NA RUA DOM JOSE, NESTA CIDADE DE GARANHUNS, ALEM DE SEREM POSSUIDORAS DE VARIOS IMOVEIS POR TODA A CIDADE DE GARANHUNS (A MAIORIA EM NOME DO SEU ESPOSO E PAI, RESPECTIVAMENTE, SR. GENESI AUGUSTO DOS PASSOS), PROPORCIONANDO ASSIM A ALGUMA ENTIDADE DE ASSISTENCIA SOCIAL DE GARANHUNS O DIREITO QUE A LEI ASSIM ESTABELECE. (UMAS 1.000 CESTAS BASICAS AINDA SERIA POUCO, FACE AS POSSES DAS ACUSADAS E O CRIME PRATICADO - DE FORMA BANAL, VEZ QUE APENAS QUERIAM O IMOVEL DE VOLTA PARA UM AMIGO RESIDIR). ALEM DE QUE, DEVEM AS MESMAS PRESTAR ALGUM SERVIÇO PUBLICO A COMUNIDADE, COMO CUIDAR DAS FLORES, JARDINS E PRAÇAS DA CIDADE DE GARANHUNS. E QUE APRENDAM A LIÇÃO E RESPEITEM AS LEIS, PRINCIPALMENTE O ESTATUTO DOS IDOSOS. E QUE APRENDAM QUE A JUSTIÇA EXISTE E QUE SO AS PESSOAS BOAS DIANTE DOS HOMENS E DE DEUS SOBREVIVEM E VENCEM.

    ResponderExcluir